25.2.09

Foi ontem e já tenho saudades


















































Mesmo com um valente atraso do comboio na sexta-feira, consegui recuperar o tempo perdido no resto do fim-de-semana prolongado. Logo após o almoço de sábado, e de um belo capucciono no café central, estreia do “Choke” no Fantasporto, no Grande Auditório do Rivoli. Flme baseado no livro de Chuck Palahnuik, com o memso nome (autor de “Fight Club”) e que tem no papel principal um fantástico Sam Rockwell. Ainda houve tempo para matar o bicho do shopping spree, que se tinha apoderado de mim no dia anterior, pela Rua de Santa Catarina e vizinhas, tendo ficado enterrado por tempo indeterminado numa loja de Carnaval da Invicta. Antes do jantar houve tempo para o fado vadio numa taberna á antiga, com improviso e até com uma francesa que se aventurou neste cantar português. O Jantar fez-se em grupo animado, bem regado e bem assado à mesa do Papagaio, seguindo-se para os digestivos num bar com o curioso nome de Casa de ló, na rua do 77 e de lá para assistir, com muita expectativa, às Cheeks on Speed (fraquinhas fraquinhas fraquinhas) no Plano b.
O dia seguinte foi dedicado à cultura, com visita ao Palácio de Cristal e a sua Feira do Livro (bastante boa), seguida de Serralves, de onde destaco a exposição de Mickey a Andy Warhool, que para quem gosta de ilustração, livros com cortantes, histórias desenhadas com letras, recortes, montagens e livros infantis (tipo eu) ia adorar. Eu adorei. Daqui seguiu-se um dress code casual chic para assistir à entrega dos Óscares numa festa especial para celebrar esta noite, onde ainda assisti a dois filmes à escolha: Milk e o Complexo de Baarder-Meinhof, tendo ficado automaticamente a torcer por Sean Penn para a estatueta.
Outro dia, outro passeio, desta feita a começar com um almoço no Piolho e uma renhida batalha naval enquanto se esperava, seguido de passeio pela Miguel Bombarda até ao Palácio de Cristal e de volta à Faculdade de Ciências, Livraria Lello, ruas, ruas e mais ruas, rua do Almada, ruas, ruas e mais ruas, Santa Catarina, mais comprinhas, desta feita de presente de aniversário e de mais uns adereços fundamentais para a máscara dessa noite, voltas e mais voltas, jantar e mascarar. De volta à cidade, a festa de carnaval começa no Bar das Marias (assim é conhecido), seguido de uma festa “o 3 experimental” num terceiro andar da Escola de Ballet do Porto, seguida do Armazém do Chá, seguida de um belo soninho. Dia feriado, nada como tomar um valente pequeno-almoço e ficar a borregar o resto da tarde, apanhar um comboio de volta e chorar!!!!!!!! [porque foi bom mas já acabou, e hoje a labuta começou outra vez]




















2 comentários:

Smokin' Han disse...

Sim Sra.!!!

Grande fim-de-semana "roller-coaster" style!!!

Curioso, o meu weekend também foi muuuuuito bom (sem a parte das viagens de comboio)!!

;-D

Ori disse...

...os ares do Norte sãoo tãaaooo bons!E as pessoas ... é dificil chegar até elas mas depois de lhes entrares coração jamais sais!
Pos falar em Porto... pensas ir ver Depeche lá? eu cá estou a pensar nisso ;) bjocas