12.1.07

Perfume























Tinto


Seduz os sentidos.
Revela segredos, quando se solta.
Primeiro vêm os aromas
mais voláteis,
um de cada vez.
Depois,
tocam-nos no corpo
as notas de coração.
O tempo traz o doce,
o ácido ou o tanino.
E a nota de fundo
no fim de boca,
traz a rendição.



Branco

Floral, verde,
frutado, oriental ou suave.
Assim nos leva
o sentido do olfacto
na boca do frasco.
Solta-se o bouquet
de notas verdes e
um leve giro no copo,
solta o corpo
e a madeira.
No fim de boca,
toca a nota de fundo.
A última
e derradeira.

2 comentários:

Conceição Bernardino disse...

Olá,
Que posso eu dizer se os meus olhos não falam!
Transmitem emoções, a essa beleza inconfundível
Que as palavras me transmitem
Aqui estou eu para te dar o meu gesto de carinho
Soberbo...

Conceição Bernardino

last_prophet disse...

ola,

vi este blog no teu perfil no EC e resolvi dar cá um salto...e não estou nada arrependido..escreves muitissimo bem! tens que postar alguns destes poemas no EC para que todos possam ver ;)

visite também o meu cantinho de poemas :
www.oparaisonaoeaqui.blogspot.com
e o meu cantinho de textos :
www.deixameveraminhaagenda.blogspot.com