26.6.07

FIM


Pelo início começa esta história. É a história do FIM. Uma história que não vai ter fim porque o FIM é imortal. Está sempre garantido, seja no fim do dia, da semana, de um livro ou só de um capítulo. Não tem de se apressar, nem de correr, porque o último lugar é sempre dele.

Esta é a história que conta a história do FIM mas não vai acabar, porque o fim tem o fim de tudo, mas não se tem a ele próprio.

5 comentários:

bruno cunha disse...

Olá!
Antes de mais obrigado por teres passado pelo meu blog.
Quanto à interrogação que deixas no ar é um facto que por sermos copys poderemos ter algumas características particulares na nossa escrita, tais como frases curtas, espírito sintético e poder empático. É claro que depois cada um desenvolve a sua própria voz mas realmente podem existir pontos comuns.
;)
Eu tento desenvolver vários tipos de escrita (dá para ver no meu blog) mas o género que mais me identifico é o conto.
Já agora estás a trabalhar em que agência? Ou és freela?
Eu de momento estou desempregado...
Logo se verá o rumo que irei dar à minha vida...
;)
Beijinho e vai aparecendo no meu blog (se quiseres trocamos links).

Bruno

FIM
(ou não)
:P

Tania disse...

Olá Bruno!
Concordo com a tua análise da "nossa" escrita. Neste momento, felizmente estou a trabalhar numa agência chamada rasgo (www.rasgo.pt).

Vou aparecer no teu bloeg, sim. E ainda antes do teu comentário já tinha adicionado o link do teu blog na minha lista. ;)

Fica bem.

Pedro Jorge disse...

póstumo ao fim esta história do fim...?
só podes falar do fim quando esse fim já acabou e tudo o que ele era já está sabido...
mas em suma, o fim é o fim. :)
o meu blog é tipo o teu:
www.pedrojorge-toe.blogspot.com
ms o meu nem tem fim nem nada,
não há por onde se lhe pegue...

Feitixeira disse...

Não sei se acabo ou começo,... tantas histórias começam ao contrário... há tantos fins que significam inícios e tantos ínicios sem fim...
De qualquer forma, deixo o fim em aberto... lembrando a originalidade da sua história aqui contada...

Beijos por fim***

Tania disse...

Pedro Jorge... andei a espiar o seu blog, e há muitos fins e pontas por onde se pegue!!!

Fica bem