19.1.09

Paredes


Quatro paredes
serão sempre quatro paredes,
aqui ou do outro lado.
Diferentes, mas sempre paredes.
E aqui,
ou do outro lado,
elas não me deixam sair.

E esta noite, deixam?

Sempre quatro paredes
que não me deixam ir,
aqui,
nem ao outro lado.

5 comentários:

Princesa Tagarela disse...

...muitas vezes, somos nós a estabelecer a imposição dessas "paredes", para um dia, igual a tantos outros dias, com o auxilio de uma marreta, derrubarmos tudo o que nos prende...

...isto é só um desabafo!! :)

Alexandre disse...

e não há
portas,
janelas,
capacidade de imaginar?

ori disse...

tenho saudades de partilhar as mesmas paredes com pessoas como tu, no mesmo espaço do dia em que se trabalha... a profundidade de pensamento é uma coisa mais rara do que eu pensava ser. Beijinhos

T disse...

Princesa, eu marreta já tenho, mas falta-me a coragem.

Alexandre,
Há capacidade de imaginar todos os dias. Mas como disse um escritor, e eu vou adulterar...
imaginar(viver) todos os dias, cansa.

Obrigada miss Ori. Que é feito?

ori disse...

cá estamos a fazer mais do mesmo. Esta area ja me aborrece mas é o que se tem e pelo menos ainda se tem alguma coisa chamada de trabalhinho.:) bjocas T