15.12.08

Ensaio sobre a Verdade

E se um dia eu te dissesse toda a verdade? E se um dia eu abrisse a boca e te contasse o que nunca pensaste ouvir de mim? E se um dia eu te disser que não te suporto, nem de passagem, que não te odeio, porque isso seria sentimento demais.
E se um dia eu usasse todas as palavras certas para te dizer todas as coisas que tenho como certas e nunca te disse. E se um dia fosse tão bruta como me acusas de ser, tão sincera e frontal como me acusas de não ser e te fizesse ouvir tudo aquilo que nunca quiseste saber sobre ti.
E se um dia eu te pregasse um estalo de palavras e te der lágrimas para contares por anos. E se eu fizesse isso mesmo um dia, será que ias acreditar em mim?

5 comentários:

Marla disse...

....fantástico. Fez todo o sentido. Não imaginas o quanto...

(importavas-te muito se eu te citasse no meu blog?)

Beijinho

T disse...

Olá Marla, ainda bem que este texto te diz alguma coisa, é sinal que não estou sozinha neste tipo de sentimentos e também que a mensagem passou para quem lê.

Podes citar-me claro, com a devida referência da fonte.

:)

Fica bem. Beijinhos.

Rita disse...

ó tenho isto a dizer: Pois.

T disse...

Mai nada Rita!

pu pu pi tu disse...

diz!
faz!
a verdade...